Como retomar o seu negócio de hospedagem afetado pela Covid-19?

O feriadão de 7 de setembro marcou oficialmente o retorno das viagens no Brasil. Basta olhar as fotos de praias lotadas em várias partes do país, apesar das restrições que ainda vigoram em função da Covid-19. Nesse sentido, para os anfitriões o momento é de retomar o negócio de hospedagem, principalmente para recuperar-se dos períodos de quarentena e tirar o melhor do último trimestre de 2020 sem abrir mão da segurança sanitária. 

Nós sabemos que não tem sido nada fácil atravessar a crise econômica causada pela pandemia. Desde os cancelamentos em massa de reservas até a proibição do aluguel de temporada em algumas cidades, são vários os desafios a serem enfrentados por proprietários e administradores de casas e apartamentos. 

Mas, finalmente, começa a aparecer uma luz no fim do túnel com a volta das viagens. Como o momento é atípico, é exigido preparo por quem irá receber visitantes. Abaixo, deixamos 4 dicas para você retomar o seu negócio de hospedagem. Veja: 

1. Descubra o que os hóspedes querem no momento

Antes de mais nada, é fundamental ouvir o que os turistas mais anseiam em um novo contexto de viagens. Neste artigo, o Airbnb destacou o seguinte: 

  • Reservas de última hora: recentemente, quase um terço das reservas foram feitas pelos viajantes uma semana antes da viagem ou antes disso, segundo a plataforma. Afinal, é difícil para todo mundo fazer planos no momento. Por isso, crie uma rotina capaz de receber as pessoas com antecedência de três, dois ou até um dia;
  • Privacidade: apesar do deslocamento, boa parte das pessoas que viajam em tempos de pandemia faz questão de manter medidas de segurança. Atualmente, o aluguel de temporada de apenas um cômodo torna-se mais difícil, por exemplo. Por outro lado, os espaços inteiros destacam-se, inclusive frente aos hotéis;
  • Flexibilidade: para retomar o seu negócio de hospedagem, é preciso permitir que os visitantes modifiquem ou até mesmo cancelem a reserva com uma facilidade maior. A flexibilidade tornou-se um dos principais fatores considerados pelos viajantes atuais. Anfitriões que utilizam políticas rigorosas de cancelamento podem ser preteridos no momento;
  • Limpeza: se antes já era importante, agora é primordial. Além de limpar e higienizar, o coronavírus impõe a desinfecção rigorosa dos espaços. Os hóspedes vão querer saber se você tem seguido à risca os protocolos orientados pelos especialistas e é melhor que esteja. 

2. Identifique as tendências de viagem atuais

Para além das tendências de comportamento dos viajantes destacadas no tópico anterior, é importante dar atenção aos tipos de viagens que estão sendo feitos nesta nova era pós-coronavírus. Isso é fundamental para retomar o seu negócio de hospedagem de forma sólida. 

A primeira tendência que já pode ser verificada consiste no aumento do turismo doméstico. Nesse sentido, você pode esperar e prospectar turistas nacionais para o seu negócio. Pelo menos até que as viagens internacionais estejam restritas. 

Outro indicativo é o aumento do número de viagens de carro, especialmente em um raio de 300 quilômetros. Caso você não ofereça garagem ou estacionamento, é a hora de pensar nisso, viu? 

3. Siga as orientações de limpeza e desinfecção à risca

Não há como escapar das medidas, que são importantes para você, para quem você recebe e para toda a comunidade ao redor. Sabemos que a limpeza e a desinfecção dos espaços representam um grande trabalho adicional, mas são necessárias no momento. 

Como alguns viajantes tendem a escolher somente os espaços limpos e desinfetados, não há como falar em retomada dos negócios de hospedagem sem as faxinas ainda mais rigorosas. Não hesite em terceirizar esse serviço caso você não tenha braço. Só não deixe de fazê-lo. 

Se estiver disposto a ir além, avalie deixar um kit de boas-vindas com máscaras cirúrgicas e álcool em gel para os visitantes. Esses itens podem sair mais em conta se comprados em grande quantidade, para serem usados a cada novo check-in. Estimular o cumprimento das medidas de segurança também demonstra que você as segue. 

4. Atualize os seus anúncios

Todas as mudanças que incentivamos acima, a fim de auxiliar a retomada do seu negócio de hospedagem, devem ser incluídas nos seus anúncios. De nada adianta adotar novas estratégias sem comunicá-las. Veja as atualizações que podem ser feitas em conformidade ao novo momento: 

  • Ativar a reserva instantânea;
  • Escolher uma política de cancelamento menos rígida;
  • Incluir o self check-in;
  • Reforçar, nas imagens e na descrição, a existência de espaços propícios à privacidade, como um jardim exclusivo, uma varanda ou uma entrada privada que permita o isolamento;
  • Indicar de maneira explicativa as ações tomadas para limpeza e desinfecção do espaço. 

Depois de editar os anúncios em todas as plataformas e em seu site próprio, use as redes sociais e o e-mail para comunicá-las por lá também. Novos e antigos visitantes devem saber das mudanças, viu? 

Considerações finais

Neste artigo, sugerimos os quatro primeiros passos para você retomar o seu negócio de hospedagem afetado pela Covid-19. Acreditamos que, ao segui-las, estará apto ou apta para voltar a receber os turistas, agora com ainda mais segurança. 

Não se esqueça de, na sequência, colher feedback dos visitantes e fazer os ajustes de percurso necessários. Use os três meses que nos separam de dezembro para preparar-se. Assim, estará a todo vapor na alta temporada de verão. 

Além disso, esteja pronto para ser flexível e resiliente. Afinal, o cenário é de mudança constante, pelo menos até que haja uma vacina ou medicamento confiáveis capazes de conter as infecções pelo novo vírus. Até lá, o setor de viagens continuará sendo atingido, mas também já dá sinais de adaptação e retomada seguras. 

Para complementar este conteúdo, sugerimos que você assista à conversa que tivemos com o Airbnb sobre como serão os próximos meses quando o assunto é aluguel de temporada. 

ASSISTIR gratuitamente >>> Conversa exclusiva com Felipe Marcondes, Gerente do Airbnb na América Latina

Como é receber alguém em tempos de coronavírus? Você tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe abaixo pelos comentários!

David Cavalcanti

Sales Manager na Stays, David é pós graduado em Marketing, formado em Publicidade e Propaganda e especialista em aluguel de temporada. Com mais de 11 anos no mercado de aluguel de temporada, possui muita vivência e experiência profissional nas áreas de vendas, comercial, marketing, e gestão de equipes.

1 comentário em “Como retomar o seu negócio de hospedagem afetado pela Covid-19?

  1. Lucas Ferreira Lucas Ferreira

    O site melhorou demais, completamente apaixonda!
    Vendas de Credo, Brasil – BR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Baixar Guia
Quero uma demonstração

Você também pode se interessar: